segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A menos de um mês...um mini balanço

Hoje (29 Novembro 2010) estamos a menos de um mês de te ter nos braços, isto é...se a DPP estiver correcta e se tu decidires ser pontal aqui como a tua mamã!
É um misto de emoções e sentimentos, por um lado queria ter-te já nos meus braços mas como diz o papá "Deixa-te estar aí quietinha no quentinho mais 2-3 semanas" pois queremos que ganhes o máximo possível de peso na barriga para poderes ser operada o mais rápido possível, pois sabemos que devido ás possíveis dificuldades que vais ter em mamar poderás perder mais peso que o previsto e isso vai ser sempre uma varíavel a ter em conta para a operação.
Amanhã fazemos 36 semanas por isso hoje já vao seguir os nossos formulários e análises para a Lusocord :) Sim minha menina, vais ser dadora das células do cordão umbilical!
Entretanto, temos uma novidade da qual ainda não falei...vamos mesmo optar por fraldas reutilizáveis, por N de motivos entre os quais:
-Custos
-Saúde (assaduras)
-Ecologia
  • Custos, apesar de o investimento inicial ser um pouco doloroso para a carteira (entre 16 a 23 euros por fralda), valem cada cêntimo pois esse mesmo investimento ao fim de pouco tempo estará pago...um pacote de fraldas custa em média 22€ (Dodot) ou 9,90€ (Marca branca) e se um bebé gasta vá 6 a 8 fraldas por dia, precisa de 3 a 5 pacotes por mês...façam as contas e é ver a "conta" que dá num ano (sem contar com o aumento de IVA previsto para 2011).

  • Saúde, já li variados artigos e blogs de mamãs que usam as fraldas reutilizáveis nos seus bebecas e as mesmas reduzem ou eliminam as assaduras no rabinho.

  • Ecologia, as fraldas são laváveis na máquina e até podem ser secas na máquina de secar caso o tempo não o premita, são fraldas que podem passar de bebés para bebés e não poluem o ambiente da mesma maneira que uma fralda descartável que leva anos a degradar no meio ambiente.

Por isto tudo e muito mais, vivam as fraldas reutilizáveis...optámos por fraldas de bolso de tamanho único que acompanha o crescimento onde é só colocar os absorventes, 1 ou 2 que já vem com as ditas conforme o fluxo.

Resumindo, estamos a "regredir" ao tempo das nossas avós mas vale bem a pena e claro, vale cada cêntimo!

6 comentários:

  1. espero que a experiência corra bem =) eu comecei a utilizar quando a Clara tinha 2 meses, para ter peso suficiente para não existirem fugas porque só tenho fraldas de tamanho único. A Madalena vai gostar de certeza e para ti vais ver que depressa se torna um hábito! Custa a primeira semana, depois é uma rotina que fazemos sem pensar.
    Parabéns pelas 36 semanas. Perdi-me aqui numa coisa: ela terá de ser operada porquê?

    ResponderEliminar
  2. Olá...
    Parabéns pela tua bebecas...está quase aí...

    Eu não optei pelas fraldas reutilizáveis por vários motivos, mas gostava de ter experimentado. O principal entrave foi a minha mãe, que cuida das minhas filhotas, ter recusado voltar a lavar fraldas. Já teve a sua conta há 30 anos comigo e com o meu irmão diz ela lol

    E confesso que me faz uma certa confusão ter um monte de fraldas para lavar...por vezes são muito mais que 10...Ponho-me a pensar nas que têm cocó, que não se podem simplesmente enfiar na máquina, é preciso limpar primeiro. E depois precisam de lixívia de certeza, porque não vai sair assim de qualquer maneira.
    E tempo para tratar das fraldas? Com um recém nascido não há tempo para nada, nem para comer nem tomar banho e daí para frente menos tempo ainda lol
    Também me dá que pensar no que diz respeito ao gasto de energia, detergente e água da máquina....e na quantidade de fradas que é preciso ter em stock.
    Vou acompanhar a tua experiência, fico à espera do teu relato para saber como é....já não pretendo ter mais bebecas mas quem sabe ainda ofereço algumas dessas a um sobrinho.

    ResponderEliminar
  3. Olá outra vez. Desculpa meter-me no teu blog, mas gostava de responder à miminhosdemae. Fiz um post sobre fraldas reutiliáveis no meu blog ontem e podes ler, sobretudo a parte das contas com gastos de electricidade e detergente. E não se usa lixívia, acredita que não é necessário =) Deixo-te aqui o link http://minifeijao.blogspot.com/2010/11/resposta-leitora-maria-jose.html
    Devia realmente haver mais informação sobre isto, as pessoas têm mesmo uma ideia errada sobre este tipo de fraldas =)
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Olá Marta, a Laura nem me deixou fazer o balanço final hehehe! Confesso que a alimentação era o que me preocupava mais, mas acredita que a capacidade de adaptação destes bebés é incrivel, surpreendente. A Laura teve de ser operada logo à nascença,por outros motivos, infelizmente e mesmo assim apenas perdeu 155 gramas do peso inicial, insiste com o peito, pode ser que a Madalena consiga mamar, nunca se sabe. Já te aconselharam algum biberão especial? Nós usamos o da Medela Special Needs e ela adaptou-se muito bem. Se eu poder ajudar em alguma coisa, não hesites em perguntar. Beijinhos grandes para ti e para a Madalena

    ResponderEliminar
  5. Filipa,
    A Madalena vai nascer com fenda lábio-palatina, ou seja, tem o lábio e o céu da boca aberto.
    Espero que a minha pimpolha se dê com as fraldas como a tua Clara, aliás o teu blog ajudou na nossa decisão :) beijocas á mamã e á filhota*

    Miminhos,
    Eu tambem pensava assim sobre as fraldas, mas mudei de opinião...li muito, agora espero que a Madalena goste delas tanto quanto eu.eheh.
    Beijinhos e mantem por aí que depois eu relato a experiência.

    Licinia,
    Vou tentar...sabes tenho uma amiga que o bebé tem 15 dias e tem o mesmo que as nossas bonecas e a maternidade por comodismo meteu o menino á sonda 3 dias...tenho um pouco de receio disso mas vamos lá ver.
    Tambem tenho essa da Medela e agora uma menina do Fórum enviou-me umas da Nuk, assim estamos preveninos para ver o que ela quer.
    beijinhos para ti e para a princesa

    ResponderEliminar